Blog de Criação de Roteiros
Publicado em por Courtney Meznarich

Personagens Foil: Um Guia Abrangente

No mundo literário, os escritores muitas vezes não medem esforços para aprimorar suas histórias e adicionar profundidade a seus personagens e enredos. Um dos métodos é o uso de letras metálicas.

Mas o que é um personagem foil? Como eles melhoram a história? Eles são sempre inimigos do protagonista? Eles sempre causarão conflitos ou podem até ser amigos? Este artigo explora essas questões e muito mais.

personagem de folha

Guia completo

O que são personagens metalizados?

Em sua definição mais simples, um personagem foil é aquele que contrasta com outro personagem (geralmente o protagonista) para enfatizar certas qualidades ou características do protagonista.

Mais especificamente, personagens florais são personagens que muitas vezes ajudam a revelar aspectos da personalidade de outros personagens, fornecendo um contraste marcante.

Traços como medo, ganância, ambição e bondade do protagonista são melhor compreendidos por meio de interações e justaposições com os personagens contrastantes.

Essencialmente, o personagem alternativo atua como um espelho, refletindo e enfatizando os traços e motivações do protagonista.

Para os leitores mais jovens, pense em um personagem metalizado como uma folha que reflete a luz. Ele esclarece os traços do personagem principal para ajudá-lo a entendê-los melhor.

Com um clique

Exporte um script tradicional perfeitamente formatado.

Experimente o SoCreate gratuitamente!

Escreva assim...
...Exportar para isso!

Como os personagens Foil melhoram a história

A história cresce com os personagens. A introdução de personagens contrastantes pode ser uma ferramenta poderosa para obter uma compreensão mais clara das características e motivações do protagonista.

Personagens florais permitem que você distinga entre bom e mau, inteligente e estúpido, força e fraqueza. Isso permite ao leitor ter uma ideia mais precisa de quem é o personagem principal. Essencialmente, o contraste exibido pelos personagens contrastantes cria uma imagem mais nítida e vívida do personagem principal, tornando-os mais compreensivos e envolvidos na história.

Considere a dinâmica entre Tom e Jay em O Grande Gatsby, de F. Scott Fitzgerald.

Atleta formado pela Ivy League, Tom é agressivo, deixando o narrador Nick Carraway desconfortável. Jay, por outro lado, é um cavalheiro mais delicado, com dinheiro novo e um sorriso raro que lhe traz “uma eterna sensação de segurança”. Ao contrastar esses dois personagens, Fitzgerald usa Tom como contraste para destacar as qualidades de Jay e nos dar uma visão mais profunda de ambos os personagens.

Uma grande variedade de personagens foil

Ao contrário da crença popular, os personagens contrastantes não precisam necessariamente ser antagonistas ou inimigos do protagonista.

A Tragédia de Romeu e Julieta, de William Shakespeare, ilustra esse ponto de maneira brilhante. O melhor amigo de Romeu, Mercutio, é o contraponto aqui. Shakespeare usa Mercutio, que muitas vezes ridiculariza o amor e os amantes, para enfatizar o romantismo desesperador de Romeu. Apesar da amizade, as visões contrastantes sobre o amor aprofundam nossa compreensão do caráter de Romeu.

Personagens foil não se limitam aos personagens principais. Os personagens coadjuvantes também têm seu próprio conjunto de detalhes e podem criar camadas complexas na história.

Pense em Finn e Capitão Phasma de Star Wars: Os Últimos Jedi, de Rian Johnson. Ambos serviram a Primeira Ordem, mas enquanto Finn é um farol de esperança para acabar com a tirania, o Capitão Phasma é inflexível em seu apoio. Dá a você uma melhor compreensão da personalidade de Finn.

Personagens foil também podem ser amigos! Na série "Harry Potter" escrita por JK Rowling, Hermione Granger desempenha um papel ativo como contraponto de Harry. Ambos cresceram em famílias trouxas e começaram sua jornada mágica juntos. Mas a abordagem metódica e sempre pronta de Hermione contrasta com os modos instintivos e muitas vezes despreparados de Harry. Esse contraste ajuda a destacar a imprudência de Harry e a metódica de Hermione, criando uma compreensão mais profunda de ambos os personagens.

centralize o script na folha

Um roteirista pode criar uma história convincente colocando o roteiro no centro do filme. A série da BBC Sherlock Holmes, produzida por Mark Gatiss e Steven Moffat, é um bom exemplo. Um desagradável sabe-tudo com pouca empatia, Sherlock Holmes é contrastado com o prático e simpático Dr. John Watson. Suas trocas e trocas de palavras destacam a individualidade de cada personagem e criam uma história fascinante.

Oposto do personagem Foil

Nem todos os personagens literários desempenham um papel contrastante com o protagonista. Alguns personagens, conhecidos como “personagens complementares”, podem ter traços que acentuam ou enfraquecem os traços do protagonista, em vez de contrastá-los claramente. Às vezes, eles compartilham características comuns com o protagonista e servem para realçar ou enfraquecer as características do protagonista, dependendo das necessidades da história.

Exemplo de personagem foil

Existem muitos exemplos de personagens em filmes da Disney.

Considere, por exemplo, Scar e Mufasa em O Rei Leão, escrito por Irene Mekki, Jonathan Roberts e Linda Woolverton, e o senso de justiça e a natureza compassiva de Mufasa contrastam fortemente com a maldade de Scar, que enfatiza as características de cada personagem.

Um exemplo mais complexo pode ser encontrado em O Silêncio dos Inocentes, escrito por Thomas Harris e posteriormente transformado em filme por Ted Tully. Hannibal Lecter e Clarice Starling atuam como contrapontos um ao outro. A natureza calculista e manipuladora de Hannibal contrasta com a abordagem séria e íntegra de Clarice, criando uma interação fascinante que amplia nossa compreensão de ambos os personagens.

A conclusão é

Os personagens foil servem como um dos dispositivos mais importantes no kit de ferramentas de um escritor, refletindo as características do protagonista. Ao fornecer contraste e tensão na história, os personagens contrastantes são capazes de se aprofundar no caráter e nas motivações de seus protagonistas. Isso cria uma experiência narrativa mais envolvente e envolvente para leitores e espectadores.

Compreender as funções e aplicações do foil lettering pode transformar sua escrita, seja ela um romance, um romance literário ou um roteiro. Então, da próxima vez que você se sentar para criar uma história, considere como o uso de personagens metalizados pode ajudar a melhorar sua narrativa.

Você também pode se interessar por…

escrever um personagem vilão

Como escrever um personagem vilão

Thanos, Darth Vader, Hans Gruber – todos os três são vilões memoráveis. Os vilões forçam um herói a enfrentar a situação. Sem um vilão, o herói estaria apenas saindo e passando seu dia normalmente. Os vilões conduzem o conflito. Eles fornecem um contraste para comparar e entender melhor o herói. Um personagem vilão forte pode melhorar um filme, enquanto um personagem fraco e esquecível pode prejudicá-lo. Você está se perguntando como escrever um personagem vilão em seu próximo roteiro, capaz de aprimorar sua história? Continue lendo para saber quais são os...

Exemplos de conflito externo e interno em uma história

Exemplos de conflito externo e interno em uma história

O conflito é inevitável na vida. Faz parte do ser humano. E é por isso que o conflito na ficção também pode ser usado para criar histórias poderosas. O conflito costuma ser o catalisador da mudança, e queremos ver uma mudança no arco do personagem em qualquer história. Quando surgem problemas, existem dois tipos principais de conflito: externo e interno. O conflito externo ocorre entre pessoas ou grupos. O conflito interno ocorre dentro de uma pessoa ou grupo. Roteiros e romances fortes são construídos a partir da interação de conflitos convincentes, tanto internos quanto...

Como desenvolver personagens, com a roteirista e produtora Monica Piper

As melhores histórias são sobre personagens. Eles são memoráveis, únicos e relacionáveis. Porém, dar personalidade e propósito aos seus personagens não é tão fácil quanto parece. É por isso que amamos quando escritores experientes compartilham seus segredos, como estes a seguir da escritora Monica Piper, vencedora do Emmy. Você talvez reconheça o nome de Monica por programas de sucesso como “Roseanne”, “Rugrats”, “AAAHH!!! Monstros” e “Mad About You”. Ela nos disse que sua receita para grandes personagens é uma combinação entre confiar no que ela...