Blog de Criação de Roteiros
Publicado em por Victoria Lucia

Como escrever um musical

escrever um musical

Todo mundo adora um bom musical! Seja o último show da Broadway, um live-action de Hollywood ou um musical animado para a família, os musicais foram e continuam sendo um gênero popular. Você já se perguntou como os roteiristas escrevem um musical? Escrever um musical é diferente de escrever um roteiro comum? É preciso saber muito sobre música para escrever um musical? Continue lendo, pois hoje vou falar sobre como escrever um musical!

Aviso! Escrever um musical não é para os fracos.

Não estou tentando desencorajá-lo a criar o musical dos seus sonhos, mas é importante notar que os musicais são notoriamente difíceis de ser produzidos em Hollywood. Os musicais que são produzidos tendem a ser longas animados, baseados em material de origem preexistente, ou são incrivelmente sortudos! Sugiro que você reserve um tempo para considerar se o seu roteiro precisa ser um musical. Mas, se é apaixonado e está determinado a escrever um musical, bem, desejo mais poder a você! Vamos em frente!

Reserve seu lugar na fila!

Obtenha acesso antecipado ao Software de Roteiro SoCreate. O cadastro é GRÁTIS!

Como ter uma ideia para um musical

Como fazer para ter uma boa ideia para um musical? Antes de escrever musicais, você precisa de uma ideia de história. Por isso, é hora de fazer um brainstorming!

Mergulhe no gênero e faça algumas pesquisas. Assista a quantos filmes puder e escolha seus musicais favoritos. O que você gostou ou não gostou neles? Quais são as práticas padrão que você notou dentro do gênero? Você é mais atraído por musicais modernos, clássicos ou animados? Houve elementos visuais que se destacaram? O que o atraiu na composição musical? Esses tipos de perguntas ajudam a dar uma noção melhor do gênero e daquilo ao qual você responde.

Como escrever um musical original

Depois de entender melhor o gênero e onde seu estilo pode se encaixar melhor, é hora de fazer o brainstorming de fato. Olhe para sua vida pessoal. Você já passou por alguma situação que sabe que daria o musical perfeito? Faça a si mesmo um monte de perguntas hipotéticas tipo “e se” a respeito de vários cenários diferentes. Quem são os personagens principais? Pegue algumas ideias e transforme-as em uma logline ou em um breve resumo.

Para obter ajuda adicional com uma ideia de história, confira estes recursos:

Adaptando uma história para um musical

Ao fazer um brainstorming de sua ideia, você pode se perguntar se é permitido escrever um musical usando músicas que já existem. Ou será que você poderia escrever um musical baseado em um livro, filme ou história real que já existe? Esses tipos de questões baseadas em direitos são essenciais. Se você deseja basear um roteiro em algum material de origem preexistente, deve adquirir os direitos. Isso vale para músicas, livros ou filmes. Antes de escrever um musical baseado em qualquer coisa, é uma boa ideia verificar os direitos!

Sua ideia pode ser expressa em uma frase? Ela soa emocionante ou algo sobre o qual você pode escrever um filme inteiro? Se a resposta for sim, vamos seguir em frente! Se não, aguente firme e continue fazendo seu brainstorming!

Aprenda sobre música e composição ou encontre alguém que conheça

Digamos que você tenha sua grande ideia musical e sinta que poderia sentar e escrever, mas percebe que não sabe muito sobre música. O que você faz? Se ouvir frases como “estrutura da música”, “estruturas de acordes” e “progressão de acordes” deixa você coçando a cabeça, então, o que pode precisar é de um parceiro de escrita, especificamente um parceiro de escrita com inclinação musical. Uma dupla de escritores, onde um parceiro se concentra na elaboração de uma história convincente enquanto o outro cuida do processo de composição e das letras das músicas, pode ser uma fórmula vencedora. Na Broadway, os créditos para escrever um musical geralmente são divididos em “livro de”, “letra de” e “música de”. “Livro de” descreve a parte escrita e não musical do roteiro. Às vezes, esses créditos podem ser condensados ou feitos por uma pessoa, mas não é incomum que o escritor não aborde as letras ou não saiba muito sobre música. Portanto, não se estresse se você acha que não sabe o suficiente sobre música: encontre alguém que saiba e que colabore em seu musical!

Agora você está pronto para escrever um musical!

Escrever um musical é como escrever qualquer outro roteiro. Qualquer tipo de pré-escrita que normalmente faça, você também deve fazer ao escrever um musical. A grande diferença com um musical é que você deve levar em conta todo um elemento adicional além da escrita, qual seja, a música, para ajudar a levar sua história adiante. Dependendo se o seu musical é “todo cantado”, o que significa que todo o diálogo é expresso por meio de música, ou “integrado”, sendo uma mistura de fala e música, você pode ter mais ou menos músicas para explicar do que o previsto.

Foco na história

A inclusão da música pode parecer uma tarefa esmagadora, então, lembre-se de que é essencial se concentrar nos fundamentos do roteiro e da história. Musicais de sucesso não são aclamados apenas por causa de sua música; eles também têm histórias fortes. Certifique-se de aprimorar seu enredo para algo conciso e emocionante. Explore os temas do que você está escrevendo e certifique-se de que esses temas de história toquem o público e ressoem com as pessoas certas.

Formatando um roteiro musical e músicas

Quando se trata da escrita propriamente dita, a formatação de um musical é a mesma de qualquer outro roteiro. Há muitas maneiras diferentes de formatar uma música em um roteiro, mas é sempre melhor fazer escolhas que sejam claras de entender e fáceis de ler. Confira os seguintes roteiros musicais para ver como esses escritores abordam a formatação de músicas.

  • "La La Land"

    Roteiro por Damien Chazelle, score por Justin Hurwitz

  • “A Bela e a Fera”

    Roteiro por Stephen Chbosky e Evan Spiliotopoulos, música por Alan Menken

Gostou desta publicação? Compartilhar é cuidar! Gostaríamos MUITO se você a compartilhasse na plataforma social de sua preferência.

Em resumo, decida que tipo de musical você quer escrever com base em uma ideia de história forte com um enredo sólido e um tema com o qual o público se identifique. Não há necessidade de tentar fazer tudo sozinho – você pode se beneficiar de um parceiro de escrita musicalmente experiente para tornar o processo de escrita uma tarefa menos assustadora. Espero que este artigo tenha ajudado todos vocês aspirantes a escritores musicais por aí! Ou que pelo menos tenha dado a vocês mais uma ideia do que é necessário para se produzir um musical. Boa escrita!

Você também pode se interessar por…

escrever para animação

Como escrever para animação

Se você pensou que um roteiro de live-action era pesado nos elementos visuais, espere até ver como é um roteiro escrito para animação! Eu consideraria a animação um meio totalmente diferente para contar histórias, embora alguns considerem a animação como um gênero. Hoje, vamos falar sobre como escrever para animação, seja um programa de televisão animado ou um filme, e como o processo difere do roteiro tradicional. Para começar, entrevistamos o ex-escritor da Disney Animation Television Ricky Roxburgh (atualmente trabalhando como editor de histórias na...

usar técnicas de storytelling cultural para contar uma história única

Como usar técnicas de storytelling cultural para contar uma história única

O storytelling está no centro de quem somos, mas quem somos é algo variado e diverso. Nossas culturas individuais impactam significativamente nossas vidas e, por sua vez, a forma como contamos histórias. A cultura não só dita as histórias que contamos, mas também como as contamos. Como as técnicas de storytelling diferem em todo o mundo? O que diferentes países valorizam em suas histórias em relação a outros? Hoje, vou falar sobre como diferentes países usam a cultura no cinema e na televisão. Heróis: o mercado de filmes de Hollywood aprimorou a história do herói...
How to Prepare for the Future of Screenwriting, According to a Pro

Como escrever para a realidade virtual, a próxima fronteira da escrita de roteiros

O futuro da escrita de roteiros parece ser virtual – pelo menos, se você perguntar ao roteirista Bryan Young. Então, estamos aqui hoje para ajudá-lo a se preparar para escrever um roteiro para aplicativos de realidade virtual. Embora ainda seja uma novidade, Bryan acredita fortemente que a realidade virtual é o caminho para onde as histórias se dirigem. Bryan também é podcaster, autor e jornalista de sites como HowStuffWorks.com, SyFy.com e StarWars.com (que belo trabalho, não?!), onde acompanha de perto as tendências e fala sobre o que está por vir. "No que...