Blog de Criação de Roteiros
Publicado em por Victoria Lucia

6 dicas para escrever um roteiro de terror na criação de roteiros tradicional

Top 6 dicas para escrever um roteiro de terror

Terror! Esse é um gênero que, quando é ótimo, é ótimo, mas quando é ruim, uau, pode ser dolorosamente ruim. Então, como se escreve um bom filme de terror? Quais são alguns dos elementos para ficar de olho? Como saber se ele é assustador? Aqui estão algumas dicas para ajudá-lo a liberar o Stephen King que há em você!

  • Conheça a estrutura do roteiro de terror

    Seu filme é um filme de terror com algum psicopata? Um filme de monstros? Uma história de fantasma? Familiarize-se com outros filmes como esses. Quanto mais se familiarizar com um tipo específico de filme, melhor você entenderá as expectativas do público e poderá trabalhar com isso a seu favor.

    Pegue “Pânico” por exemplo, escrito por Kevin Williamson, um filme basicamente de terror psicopata. “Pânico” é um filme autoconsciente que reconhece o gênero e o tipo de filme que é. Ele é capaz de zombar das coisas que normalmente acontecem nos filmes de terror, fazendo o inesperado. O filme somente é capaz de fazer essas coisas porque o escritor está ciente dos filmes do mesmo estilo que foram feitos antes dele.

  • O que assusta você?

    É sempre uma boa ideia trabalhar com a experiência pessoal, e as probabilidades são muito altas de que, o que quer que deixe você assustado cause arrepios a outras pessoas, também! Além disso, as pessoas respondem à autenticidade. Se você tem medo de espaços fechados e explora isso na sua história, é provável que o público perceba o medo real que você imbuiu no seu roteiro. 

  • Empatia pelos personagens

    Sentir-se na pele dos personagens é um dos aspectos mais importantes de um filme de terror. O público pode sentir e experimentar algo assustador e horrível pelos personagens a uma distância segura. Nada contribui para uma experiência de filme de terror mais satisfatória do que quando o público sente empatia pelo personagem principal e está torcendo por ele.

    É essencial para um filme de terror que o público se importe se nossos personagens viverão ou morrerão. Certifique-se de detalhar bem seus personagens, para que o público se identifique e torça por eles!

  • Preste atenção ao seu antagonista

    O antagonista em um filme de terror é essencial! Um filme de terror pode viver e morrer (nas bilheterias) com base na força de seu antagonista. Há muito a considerar para seu vilão: você revela detalhes ou deixa o público no escuro a respeito dele? Ele está continuamente à espreita nas sombras, ou temos fotos dele em toda a sua glória sangrenta?  

    Ele é baseado em algo que já existe ou é uma criatura original?

    Trabalhe duro e crie o vilão mais inesquecível possível. 

  • Atmosfera

    A atmosfera pode fazer muita diferença em termos de criar tensão no público. Não existem outros gêneros em que o retorno seja tão alto apenas pela existência de uma atmosfera palpável.

    Aproveite a atmosfera para preparar terreno aos sustos! Crie um mundo em que o público se sinta nervoso, inquieto e pronto para tomar um susto. Reserve tempo para criar o tipo de ambiente que permitirá que os sustos compensem mais à frente.

  • Faça testes com amigos e familiares!

    O terror é um ótimo gênero para testar com amigos e familiares. Embora possam não ser especialistas em criação de roteiros, eles deverão sentir um nível de terror apenas ao ler seu roteiro.

Que suas palavras sejam aterrorizantes e cheias de sustos!

Você também pode se interessar por…

Livre-se do bloqueio de escritor!

10 dicas para retomar sua criatividade

Livre-se do bloqueio de escritor - 10 dicas para retomar sua criatividade

Sejamos sinceros — todos já estivemos nessa situação. Você finalmente encontra tempo para sentar-se e começar a escrever. Você abre a página, seus dedos encostam no teclado, e, então... Nada. Nenhuma ideia criativa vem à mente. O terrível bloqueio de escritor retornou mais uma vez, e você está empacado. É importante lembrar-se disto: você não está sozinho! Escritores do mundo inteiro são assolados pelo bloqueio de escritor diariamente, mas é possível superar esses sentimentos de vazio e continuar em frente! Confira 10 das nossas dicas favoritas para retomar sua ...

10 dicas para escrever as primeiras 10 páginas

10 dicas para escrever as 10 páginas iniciais do seu roteiro

Em nosso último post, falamos sobre o "mito" (ou melhor, FATO) referente às 10 páginas iniciais do seu roteiro. Não, elas não são a única coisa que importa, mas certamente são as mais importantes quando o assunto é fazer seu roteiro ser lido na íntegra. Para mais informações sobre este tópico, confira nosso post anterior: "Desmascarando o mito: as 10 páginas iniciais do seu roteiro são a única coisa que importa?" Agora que compreendemos bem a importância delas, vamos conferir algumas maneiras de garantir que essas primeiras páginas do seu roteiro ...
6

dicas para definirmetas firmesde escrita

6 dicas para definir metas firmes de escrita

Sejamos sinceros. Todos nós já passamos por isso. Tentamos definir metas de escrita para nós mesmos, e fracassamos totalmente. Pode ser difícil trabalhar no seu roteiro quando você tem outro emprego integral, uma família para cuidar ou acesso à maior distração de todas... A internet. Não se sinta mal: isso acontece com todo mundo. Vamos olhar para o futuro e começar a deixar essas sensações de decepção para trás! É hora de definir metas firmes de escrita através destas 6 dicas a seguir! 1. Crie um calendário. Embora isso possa parecer frustrante e demorado, reserve ...

Comentários