Blog de Criação de Roteiros
Publicado em por Alli Unger

10 dicas para escrever as 10 páginas iniciais do seu roteiro

Em nosso último post, falamos sobre o "mito" (ou melhor, FATO) referente às 10 páginas iniciais do seu roteiro. Não, elas não são a única coisa que importa, mas certamente são as mais importantes quando o assunto é fazer seu roteiro ser lido na íntegra. Para mais informações sobre este tópico, confira nosso post anterior: "Desmascarando o mito: as 10 páginas iniciais do seu roteiro são a única coisa que importa?"

Reserve seu lugar na fila!

Obtenha acesso antecipado ao Software de Roteiro SoCreate. O cadastro é GRÁTIS!

10 dicas para escrever as primeiras 10 páginas

Agora que compreendemos bem a importância delas, vamos conferir algumas maneiras de garantir que essas primeiras páginas do seu roteiro realmente brilhem!

  1. Defina o mundo no qual sua história acontecerá.

    Ofereça algum contexto aos seus leitores. Defina o cenário. Onde estamos? A história se passa nos dias atuais? O que vemos? Há algum evento ocorrido recentemente que devemos saber?

  2. Apresente seus personagens principais.

    Proporcione aos seus leitores uma primeira impressão sólida sobre os personagens que acompanharemos ao longo da história. Quem são eles? Qual sua aparência? O que querem, necessitam e desejam? Como se comportam? Certifique-se de não extrapolar nas descrições. Mantenha a concisão.

  3. Estabeleça o gênero.

    Comece a estabelecer o gênero do seu roteiro. Seja claro e consistente. Não deixe para os leitores adivinharem. Permita que eles comecem a visualizar os caminhos que a história pode seguir, com base no gênero.

  4. Crie um conflito.

    Prenda a atenção dos seus leitores criando um conflito logo no início! Isso é normalmente conhecido como "incidente". Comece a levar sua história adiante através da criação de um problema que deverá ser solucionado ao longo das próximas ~100 páginas.

  5. Compartilhe sua voz.

    Esta é sua hora de brilhar. Você finalmente está no centro das atenções do leitor. Faça seu melhor para promover sua voz particular como escritor nas primeiras páginas. Os leitores gostam e percebem vozes novas e excepcionais, portanto, mesmo que não fiquem animados com a história logo no início, eles poderão continuar a leitura simplesmente devido à sua voz.

  6. Conecte sua história à sua logline.

    É provável que o leitor que chegou à 1ª página do seu roteiro já tenha lido sua logline. Certifique-se de conectar, de alguma forma, o que está ocorrendo nas 10 páginas iniciais à história prevista em sua logline. Ofereça-lhes o que eles se propuseram a ler.

  7. Use a formatação, ortografia e gramática adequadas.

    Formate, formate, formate! Não existe maneira pior de criar uma primeira impressão do que deixar de seguir os padrões da indústria em relação à formatação tradicional de roteiros. E, obviamente, certifique-se de revisar o conteúdo em busca de erros de ortografia e gramática. Eles representam grandes sinais de alerta e são capazes de afastar o leitor imediatamente.

  8. Evite escrever em excesso.

    Encontre o equilíbrio. Não inclua descrições densas ou muitos diálogos nas suas 10 páginas iniciais. Ofereça ao leitor um pouco de tudo — ação, descrição e diálogo. Torne a leitura fácil e agradável. O espaço em branco na página é seu aliado!

  9. Crie um fator peculiar.

    Conforme discutido em nosso post anterior, existem centenas de milhares de roteiros concluídos circulando pelos círculos de leitores. O que torna sua história diferente? Crie um fator peculiar sobre sua história, seus personagens e seu mundo que seja capaz de diferenciar sua história de todos os outros roteiros que o leitor conferiu naquele dia.

  10. Faça-os SE IMPORTAREM!

    Os leitores desejam ser fisgados! Para muitos deles, encontrar o próximo grande roteiro é uma tarefa. Faça-os se importarem com sua história. Permita que criem empatia com seus personagens. Faça-os compreender o mundo. E, acima de tudo, permita que continuem a leitura — elaborando um conjunto impecável de 10 páginas!

Um brinde a vocês, leitores! Que suas 10 páginas iniciais sejam algumas das melhores que já escreveram.

Dúvidas, comentários ou outras questões? Compartilhe-as abaixo nos comentários!

Você também pode se interessar por…

Escrever arcos de personagens

Dominando a arte do arco

Como escrever arcos de personagens

Possuir uma ideia para um personagem principal que inclua características incríveis não é suficiente para transformar seu roteiro no próximo blockbuster ou programa de TV premiado, infelizmente. Se você realmente deseja que seus leitores e, eventualmente, espectadores se identifiquem com seu roteiro, é preciso dominar a arte do arco do personagem. O que é um arco do personagem? Legal, preciso de um arco do personagem na minha história. Que diabos É um arco do personagem? O arco do personagem mapeia a jornada de transformação vivenciada pelo seu ...

criar uma logline matadora

Prenda a atenção do seu leitor em segundos com uma logline inesquecível.

Como criar uma logline matadora

Condensar seu roteiro de 110 páginas em uma ideia de uma frase não é simples. Escrever uma logline para seu roteiro pode ser uma tarefa difícil, mas uma logline completa e refinada é uma das mais valiosas (senão A MAIS valiosa) ferramentas de marketing que você tem para tentar vender seu roteiro. Crie uma logline perfeita e completa, com conflito e grandes apostas, e impressione os leitores com a fórmula de logline descrita no artigo tipo “Como fazer” de hoje! Imagine que você só tem dez segundos para contar a alguém a ideia por trás de todo o seu roteiro. O que...

usar a capitalização no roteiro tradicional

6 elementos para capitalizar no seu roteiro

Como usar a capitalização no roteiro tradicional

Ao contrário de algumas das outras regras de formatação do roteiro tradicional, as regras de capitalização não são fixas. Embora o estilo único de cada escritor influencie o uso individual de letras maiúsculas enquanto eles estão escrevendo o roteiro, há 6 elementos gerais que você deve capitalizar no roteiro do seu filme. A primeira vez que um novo personagem é introduzido, seja na descrição da cena, na descrição do personagem ou nos diálogos de ação, eles devem ser capitalizados se houver linhas de diálogo atribuídas a eles. Isso ajuda os diretores de elenco a entender...