Blog de Criação de Roteiros
Publicado em por Courtney Meznarich

3 maneiras pelas quais a criação de roteiros mudará no futuro, segundo a guru dos roteiros Linda Aronson

Do que os roteiristas precisarão saber para obter sucesso no futuro? Linda Aronson é uma premiada roteirista, romancista, dramaturga e guru de roteiristas, e vem mantendo um olhar atento à indústria de storytelling. E não é apenas o meio que está mudando rapidamente, mas também o que os espectadores esperam de um filme ou programa de TV. Sim, os cineastas têm todas as ferramentas à disposição para criar seus próprios filmes, publicar seus próprios "webisódios" e divulgar suas histórias sem uma empresa de distribuição. Porém, os escritores também devem prestar atenção a estes elementos técnicos em seus futuros roteiros.

Reserve seu lugar na fila!

Obtenha acesso antecipado ao Software de Roteiro SoCreate. O cadastro é GRÁTIS!

1. Uma história não será suficiente

“Se você quer se tornar roteirista profissional, precisa entender como criar e entrelaçar várias histórias e vários protagonistas”, disse Aronson.

Aronson aconselha a garantir que cada um desses protagonistas tenha uma trama, o que você pode fazer ao garantir que a trama principal seja sobre um grupo junto em busca de um objetivo específico, ou ao pensar em cada membro do grupo como uma versão diferente do mesmo protagonista, reagindo à sua própria maneira a uma mesma situação.

A exposição à mídia digital tornou as pessoas muito mais rápidas em absorver as coisas. O ponto de virada do primeiro ato costumava acontecer após cerca de 20 minutos. Agora, ele ocorre depois de 15, 10 minutos. [Os roteiristas] precisam entender os vários protagonistas e os problemas de criar e entrelaçar essas histórias, porque é disso que se trata a televisão.
Linda Aronson

2. O formato será muito menos importante

“A televisão e o cinema estão se tornando intercambiáveis. Está tudo se misturando”, disse Aronson. "Então, não diga: 'Bem, quando eu estiver assistindo à televisão, acompanharei algo com várias histórias, mas, quando for ao cinema, quero ver uma protagonista com um único protagonista”.

O formato e o meio em que o público consome histórias estão mudando rapidamente, e ouso dizer diariamente. De webisódios do YouTube, IGTV, minisséries da Netflix e episódios de 10 minutos do Quibi até conteúdos que podem ser transmitidos e maratonados, as pessoas estão abertas a assistir ao seu conteúdo de várias maneiras e em diversas durações; portanto, é menos provável que você precise se apegar a uma quantidade restrita de páginas – é mais importante que você se concentre em manter seu público envolvido e querendo saber o que acontecerá a seguir.

3. O público será mais ágil

“A exposição à mídia digital tornou as pessoas muito mais rápidas em absorver as coisas”, ela afirmou. “O ponto de virada do primeiro ato costumava acontecer após cerca de 20 minutos. Agora, ele ocorre depois de 15, 10 minutos, pois o público está mais ágil.”

Não teste a paciência do seu público. A capacidade de atenção está diminuindo, portanto, você precisa manter os espectadores ligados a todo momento, o que remonta ao primeiro ponto de Aronson. Conte histórias que ofereçam aos espectadores mais de um personagem pelos quasi torcer, além de mais do que alguns desafios a ser superados e mais de um motivo para assistir a elas.

“Todos realmente precisam entender os vários protagonistas e os problemas de criar e entrelaçar essas histórias, porque é disso que se trata a televisão”, concluiu Aronson.

Quanto mais, melhor,

Você também pode se interessar por…

So, You Want to Be a Screenwriter? TV Writer Monica Piper Says to First Ask Yourself This Question

5 conselhos da comediante e roteirista de TV Monica Piper para novos roteiristas

Se você chegou até este blog porque recentemente decidiu tentar escrever roteiros, está no lugar certo! Seja para escrever por diversão ou para tentar ganhar a vida algum dia, é sempre bom ouvir conselhos de outros escritores talentosos que obtiveram carreiras de sucesso. Hoje, esse conselho vem da comediante, escritora e produtora de TV vencedora do Emmy, Monica Piper. Piper participou de programas de TV como “Roseanne”, “Rugrats: Os Anjinhos”. “AAAHH!!! Monstros” e “Mad About You”. Portanto, sua especialidade é comédia, mas sua variedade...
Coordenador de roteiro Danny Manus sobre uma imagem que diz  “5 dicas de negócios para roteiristas”

Consultor de roteiro Danny Manus oferece aos roteiristas 5 dicas fundamentais de negócios

O consultor de roteiro Danny Manus é um ex-executivo de desenvolvimento, portanto, ele já esteve do outro lado da dinâmica do negócio de roteiro. Agora, ele dirige sua própria empresa de consultoria, No BullScript Consulting, para ensinar aos roteiristas o que eles devem saber se quiserem ter uma carreira de sucesso como roteirista profissional na indústria do entretenimento. E aqui vai uma dica: não se trata apenas do roteiro. Confira a checklist dele, e mãos à obra! Aqui está uma lista dos tópicos com os quais você deve estar familiarizado, de acordo com Manus. Como ele sugere...
Screenwriter Linda Aronson Says It's Normal to Get Stuck, and Here's How to Get Back to Writing

Sentindo-se mal com suas habilidades de criação de roteiros? 3 maneiras de superar sua tristeza de roteirista, pela guru dos roteiros Linda Aronson

Em alguns dias, você está com tudo – as páginas se acumulam e diálogos brilhantes parecem surgir do nada. Em outros, a temida página em branco encara você e vence. Se não houver ninguém por perto para manter uma conversa animada quando você precisar, considere anotar estas três dicas para superar sua tristeza de roteirista, indicadas pela guru dos roteiros Linda Aronson. Aronson, uma bem-sucedida roteirista, romancista, dramaturga e instrutora de estruturas de multiverso e histórias não lineares, viaja pelo mundo ensinando aos escritores os truques do ofício. Ela vê padrões...