Blog de Criação de Roteiros
Publicado em por Courtney Meznarich

Esta mudança de perspectiva ajudará os roteiristas a lidar melhor com a rejeição

Um estudo da Universidade de Michigan mostrou que nosso cérebro sente a rejeição da mesma forma que sente a dor física. A rejeição dói muito. E, infelizmente, os roteiristas precisam se preparar para sentir muita dor. Como você poderia não senti-la, depois de deixar seu coração e sua alma nas páginas, apenas para alguém dizer que elas não são boas o suficiente?

Ei, roteirista! Quer ser um dos primeiros a experimentarem o Software de Roteiro SoCreate? sem precisar sair da página.

Embora a dor da rejeição nunca fique mais amena (afinal, ela está embutida em nosso organismo), existem maneiras para os roteiristas se recuperarem de uma forma melhor, e recuperar-se é essencial no negócio do entretenimento.

Perguntamos ao roteirista e produtor veterano de TV Ross Brown (“Step by Step”, “The Facts of Life”, “The Cosby Show”) como ele treina seus alunos de mestrado em redação criativa na Antioch University para se recuperar, e ele disse que está tudo dentro da nossa mente.

“Acho que você tem que decidir que o que deseja fazer é escrever e, portanto, você já se torna bem-sucedido, quer alguém esteja comprando seus trabalhos ou não. Obter inspiração quando você se depara com muita rejeição é realmente difícil. Você lerá milhares de histórias por aí sobre quantas vezes Harry Potter foi rejeitado, ou sobre quantas notificações de rejeição Stephen King recebeu, mas já sabe que essas pessoas se tornaram ricas e famosas, e assim por diante. Por isso, é mais fácil aceitar toda a rejeição porque eles já conquistaram o sucesso", afirmou Ross.

Embora esses sejam exemplos de pessoas com imenso sucesso, buscar sucessos menores também pode ajudar você a superar a dor inicial.

Aqui está um plano de 5 passos para que os roteiristas superem a dor da rejeição.

Como superar a dor da rejeição do roteiro:

1. Aceite que você é um ser humano.

Quando alguém rejeita seu roteiro, sua tentativa de fazer networking, ou não reserva uma hora do dia para você, é totalmente normal sentir dor. É o que diz a ciência! Aceite a dor. Sinta a dor. É simplesmente humano.

2. Ressuscite sua autoestima.

Seja uma rejeição ou muitas, é essencial, como escritor, que você se lembre de por que escreve. O que a escrita faz por você? O que fez pelos outros? Liste todas as coisas positivas sobre a escrita, e relacione suas próprias qualidades positivas. Agora, lembre-se de uma época em que outra pessoa reconheceu o valor dessas qualidades.

3. Desassocie-se do seu trabalho

Como nosso CEO, Justin Couto, gosta de dizer, você não é o que você faz! Lembre-se de que perder um concurso, ser rejeitado por um agente ou receber um comentário desagradável de um crítico nas redes sociais não tem necessariamente a ver com você. Isso pode ter a ver com algo que você produziu, ou pode estar relacionado com os próprios problemas, preconceitos ou necessidades da outra pessoa. Você não é sua escrita, mesmo que revele muito de sua experiência pessoal nela.

4. Cerque-se de pessoas que valorizam seu trabalho.

Quer sejam amigos, familiares ou desconhecidos da internet, procure as pessoas que irão recolocá-lo nos trilhos e lembrá-lo por que você escreve.

5. Aceite sua responsabilidade na rejeição.

Depois de superar a dor inicial, dê um passo para trás e tente entender de onde veio a rejeição. Pode não ter sido culpa sua, mas será que sua escrita não estava no ponto ideal? Será que você não cumpriu todas as regras de envio? Talvez sua escrita estivesse excelente, mas será que o texto de outra pessoa era melhor?

“Alguém na Conferência de Escritores da Costa Central disse que, em vez de dizer: "Eu sou um escritor", diga: "Eu escrevo", concluiu Ross. “Use o verbo, em vez do substantivo, e achei que esse é um bom conselho.”

Para frente e para cima,

Você também pode se interessar por…

Screenwriter Linda Aronson Says It's Normal to Get Stuck, and Here's How to Get Back to Writing

Sentindo-se mal com suas habilidades de criação de roteiros? 3 maneiras de superar sua tristeza de roteirista, pela guru dos roteiros Linda Aronson

Em alguns dias, você está com tudo – as páginas se acumulam e diálogos brilhantes parecem surgir do nada. Em outros, a temida página em branco encara você e vence. Se não houver ninguém por perto para manter uma conversa animada quando você precisar, considere anotar estas três dicas para superar sua tristeza de roteirista, indicadas pela guru dos roteiros Linda Aronson. Aronson, uma bem-sucedida roteirista, romancista, dramaturga e instrutora de estruturas de multiverso e histórias não lineares, viaja pelo mundo ensinando aos escritores os truques do ofício. Ela vê padrões...
Screenwriter Bryan Young Tells Screenwriters How to Stay Inspired

Por que é importante se manter inspirado, mesmo quando você não estiver vendendo nenhum roteiro

É DIFÍCIL seguir em frente quando somos derrubados. Você pode ler o maior número possível de frases inspiradoras, mas nunca é tão fácil se levantar novamente. É por isso que adorei esse conselho do escritor, podcaster e cineasta Bryan Young. Ele está sempre presente nos sites StarWars.com, Syfy e HowStuffWorks.com. Seu conselho é "menos coração e mais cabeça". Esse é um conselho que você pode levar consigo como um lembrete de que nem sempre se trata de "se", mas de "quando". “Mesmo que você não tenha vendido um roteiro, precisa se manter inspirado, porque o fato...

encontrar inspiração para escrever

Como encontrar inspiração para escrever

Às vezes, a inspiração surge do nada. Outras vezes, encontrar inspiração pode ser como encontrar água em um deserto árido. Então, quais são algumas maneiras de se manter inspirado? Como manter a inspiração funciona para um escritor profissional que precisa seguir um cronograma? Este blog é a sua fonte para tudo sobre inspiração, então, favorite-o e volte a ele quando precisar de um estímulo rápido! Como manter a inspiração: trabalhar em qualquer campo criativo e encontrar novas inspirações pode ser desafiador. Você precisa ser criativo, quer esteja sentindo isso ou não; então...