Blog de Criação de Roteiros
Publicado em por Victoria Lucia

6 dicas para escrever um roteiro de terror tradicional

Dicas 6 para escrever um roteiro de terror tradicional

Terror! Esse é um gênero que, quando é ótimo, é ótimo, mas quando é ruim, uau, pode ser dolorosamente ruim. Então, como alguém escreve um bom filme de terror? Quais elementos um escritor de terror deve observar? Como saber se sua história de terror é assustadora para mais alguém? Aqui estão algumas dicas para ajudá-lo a ativar seu modo Stephen King e escrever seu próximo roteiro aterrorizante!

Reserve seu lugar na fila!

Obtenha acesso antecipado ao Software de Roteiro SoCreate. O cadastro é GRÁTIS!

O que é o gênero de terror?

O gênero de terror existe desde os tempos antigos. O primeiro exemplo conhecido desse tipo de narrativa foi encontrado na mitologia grega, onde havia histórias sobre monstros como Ciclopes ou Górgonas que atacavam as pessoas à noite. Esses mitos evoluíram para contos modernos como “It - A Coisa”, de Stephen King.

Quem é seu escritor de terror favorito?

Encontre um autor ou roteirista cujas histórias de terror você admire. O que há no estilo deles que atrai você, assusta e prende sua atenção? Se você ainda não possui nenhum livro escrito por eles, compre-os agora para ter sempre algo novo para ler. Você também pode conferir filmes baseados no trabalho desses autores. Por exemplo, adoro assistir a filmes feitos a partir dos romances de Stephen King, pois costumam ser cheios de suspense e assustadores. Existem muitos outros escritores com obras de ficção incríveis, incluindo Edgar Allan Poe, H.P. Lovecraft, Clive Barker, Robert Bloch e Jonathan Maberry. Para conferir roteiristas de terror, recomendo Alfred Hitchcock, Richard Matheson, Dan O'Bannon, Wes Craven e John Carpenter.

6 dicas para garantir que seu roteiro de terror se destaque dos outros

Se você está escrevendo uma história de terror, é provável que não o fará sozinho. Na verdade, a maioria dos roteiros de terror bem-sucedidos compartilha certas características. Uma coisa que todos os bons roteiros de terror têm em comum é a tensão. A tensão vem do conflito entre personagens, o que nos faz preocupar com o que acontece com eles. Nós nos vemos nesses personagens e torcemos para que eles alcancem o sucesso.

1) Conheça a estrutura do roteiro de terror

Seu filme de terror é um filme slasher? Um terror psicológico? Um filme de monstro? Um terror sobrenatural? Ficção científica? Familiarize-se com outros roteiros de terror como esses. Quanto mais familiarizado você se tornar com o gênero de terror, melhor compreenderá as expectativas do público e será capaz de trabalhá-las a seu favor.

Pegue “Pânico”, por exemplo, uma história de terror escrita por Kevin Williamson, um filme que é basicamente um filme slasher. “Pânico” é um filme autoconsciente que reconhece o gênero e o tipo de filme que é. Então, ele é capaz de zombar de coisas que normalmente acontecem em filmes de terror, ou revolucionar convenções estabelecidas, fazendo o inesperado. O filme só é capaz de fazer essas coisas porque o escritor de terror está perfeitamente ciente dos slashers que vieram antes dele.

2) O que assusta você? Qual é sua história de terror favorita?

É sempre uma boa ideia trabalhar a partir da experiência pessoal e de histórias verdadeiras, e as chances são muito altas de que tudo o que deixe você com calafrios também dê calafrios em outras pessoas! Além disso, as pessoas respondem à autenticidade. Se você tem medo de espaços fechados e explora isso em sua história, o público provavelmente vai perceber o medo real que você imprimiu em seu roteiro.

A percepção de que não estamos no controle gera terror. Bons escritores de terror lembram a seus leitores que a vida cotidiana está sempre à beira de se dissolver no caos: eles não buscam apenas sangue e choque.

Abaixo, adicionei alguns roteiros de filmes de terror famosos, mas há muitos outros disponíveis online.

3) Empatia pelos personagens

Sentir através dos personagens e se identificar com eles é um dos aspectos mais importantes de um filme de terror. O público pode sentir e experimentar algo assustador e horrível a uma distância segura através dos personagens. Nada contribui para uma experiência de filme de terror mais satisfatória do que quando o público sente empatia pelo personagem principal e está torcendo por ele.

É essencial para um filme de terror que o público se importe se nossos personagens vivem ou morrem. Certifique-se de desenvolver seus personagens bem o suficiente para que o público se identifique e torça por eles!

4) Atente-se ao antagonista em seu filme de terror

Preste atenção ao seu antagonista. O antagonista em um filme de terror é tudo! Um filme de terror pode obter sucesso ou fracassar (na bilheteria) de acordo com a força de seu antagonista. Há muito a considerar para seu vilão: você revelará detalhes ou deixará o público no escuro a respeito deles? Eles estão continuamente espreitando nas sombras, ou tiramos fotos deles em toda a sua glória sangrenta?

Eles são baseados em algo que já existe ou se trata de uma criatura original?

Trabalhe duro e crie o vilão mais memorável possível.

5) Atmosfera

A atmosfera pode ajudar muito em termos de criar tensão no público. Não existem muitos outros gêneros em que a recompensa seja tão alta apenas por se ter uma atmosfera palpável.

Você deve usar a atmosfera para preparar o terreno para dar sustos! Construa um mundo no qual o público se sinta nervoso, inquieto e pronto para o susto. Reserve um tempo para criar o tipo de ambiente que permitirá que sustos sejam recompensados mais tarde.

6) Teste-o com amigos e familiares!

Esse é um ótimo gênero para testar com amigos e familiares. Embora possam não ser especialistas em roteiro, eles deverão ser capazes de sentir um nível de terror apenas lendo seu roteiro. Quase todas essas dicas também funcionam para escrever romances de terror!

Que suas palavras sejam assustadoras e cheias de sustos!

Você também pode se interessar por…

Livre-se do bloqueio de escritor!

10 dicas para retomar sua criatividade

Livre-se do bloqueio de escritor - 10 dicas para retomar sua criatividade

Sejamos sinceros — todos já estivemos nessa situação. Você finalmente encontra tempo para sentar-se e começar a escrever. Você abre a página, seus dedos encostam no teclado, e, então... Nada. Nenhuma ideia criativa vem à mente. O terrível bloqueio de escritor retornou mais uma vez, e você está empacado. É importante lembrar-se disto: você não está sozinho! Escritores do mundo inteiro são assolados pelo bloqueio de escritor diariamente, mas é possível superar esses sentimentos de vazio e continuar em frente! Confira 10 das nossas dicas favoritas para retomar sua ...

10 dicas para escrever as primeiras 10 páginas

10 dicas para escrever as 10 páginas iniciais do seu roteiro

Em nosso último post, falamos sobre o "mito" (ou melhor, FATO) referente às 10 páginas iniciais do seu roteiro. Não, elas não são a única coisa que importa, mas certamente são as mais importantes quando o assunto é fazer seu roteiro ser lido na íntegra. Para mais informações sobre este tópico, confira nosso post anterior: "Desmascarando o mito: as 10 páginas iniciais do seu roteiro são a única coisa que importa?" Agora que compreendemos bem a importância delas, vamos conferir algumas maneiras de garantir que essas primeiras páginas do seu roteiro ...
6

dicas para definirmetas firmesde escrita

6 dicas para definir metas firmes de escrita

Sejamos sinceros. Todos nós já passamos por isso. Tentamos definir metas de escrita para nós mesmos, e fracassamos totalmente. Pode ser difícil trabalhar no seu roteiro quando você tem outro emprego integral, uma família para cuidar ou acesso à maior distração de todas... A internet. Não se sinta mal: isso acontece com todo mundo. Vamos olhar para o futuro e começar a deixar essas sensações de decepção para trás! É hora de definir metas firmes de escrita através destas 6 dicas a seguir! 1. Crie um calendário. Embora isso possa parecer frustrante e demorado, reserve ...