Blog de Criação de Roteiros
Publicado em por Courtney Meznarich

5 maneiras de fazer networking como roteirista, com o escritor Bryan Young

O networking, se você considerá-lo como uma tarefa a ser realizada em seu caminho rumo ao topo, pode ser desafiador e desagradável. Porém, caso siga este conselho de um experiente roteirista profissional, poderá descobrir que ele não é a tarefa que você imaginava antes.

Ei, roteirista! Quer ser um dos primeiros a experimentarem o Software de Roteiro SoCreate? sem precisar sair da página.

Perguntamos ao roteirista, podcaster, autor e jornalista Bryan Young como ele construiu sua rede ao longo do tempo, e ele compartilhou cinco excelentes dicas.

“Você sabe... Muitas pessoas dizem: “Como faço para fazer networking? Como faço para conseguir um agente?” ele começou.

E ele estaria certo. Essa é provavelmente a pergunta mais frequente que recebemos de aspirantes a escritores aqui na SoCreate. Porque sem uma forte rede de contatos e um eventual agente, os roteiristas sentem que seu trabalho nunca verá a luz do dia. E não queremos isso para você, mas também queremos ter certeza de que você não estará queimando nenhuma ponte quando chegar a hora de enviar seu roteiro. Portanto, siga este conselho de Bryan.

5 maneiras de fazer networking como roteirista

1. Vá aonde as pessoas estão.

“Bem, no caso de um agente, o caminho é basicamente enviar cartas de consulta ou ir para lugares onde os agentes estão, onde os produtores estão. Acho que os festivais de cinema são um ótimo lugar para fazer esse tipo de networking.”

Os profissionais têm opiniões diversas sobre as cartas de consulta, mas pode ser difícil se conectar com agentes de outra forma se você não estiver em um dos centros de escrita de roteiros. Se você não estiver tentando conseguir um agente de roteiro, mas simplesmente fazer conexões com outros criativos, o conselho permanece válido. Vá aonde outros cineastas estarão, e os festivais de cinema são um ótimo lugar para começar porque, não importa onde você more, provavelmente há um perto da sua localização.

2. Tenha algo para mostrar.

“Não hesite em montar seu próprio filme. Tenha um trabalho para mostrar”, afirmou Bryan. “Essa é uma maneira muito viável de entrar na indústria.”

Um dos maiores erros cometidos pelos roteiristas é enviar ou compartilhar seu trabalho antes que ele esteja pronto, ou antes que eles estejam prontos. Ajudaria se você tivesse um conjunto de trabalhos prontos antes de começar a entrar em contato com os agentes, ou mesmo antes de começar a fazer outras conexões no setor. Faça o trabalho primeiro, e ele ficará em evidência. Não dê aos profissionais da indústria um motivo para descartá-lo.

3. Trabalhe.

“Comece a trabalhar nos sets de filmagem”, disse ele. "Conheça pessoas."

Existem muitos trabalhos alternativos para roteiristas para fazer enquanto você constrói seu portfólio. Além disso, você aprenderá muito participando de tarefas relacionadas à TV e ao cinema que o ajudarão tremendamente a escrever.

4. Estude.

“O que você vai fazer na escola de cinema é construir essa rede de pessoas”, disse ele. “Você deve construir uma conexão humana genuína e um relacionamento com essas pessoas quando estiver interagindo com elas.”

Embora possa custar caro, muitos cineastas vão para a faculdade de graduação ou mestrado em programas de roteiro por causa da rede que eles sabem que vão construir. É quase garantido.  

5. Crie conexões antes de precisar delas.

“O problema é que a maioria das pessoas, quando pensa em networking, imagina: “Preciso apresentar meu roteiro, ou minha ideia de filme, para todos na sala. E não é esse o caso”, concluiu Bryan.

Como outros cineastas aconselharam, o networking deve ser considerado como um ato de fazer amigos, e nunca como um meio para alcançar um fim. Pessoas que construíram redes fortes com sucesso o fizeram ao longo do tempo. Faça amigos quando não precisar deles. Pense proativamente sobre sua rede de contatos e em como você pode ajudá-los, sem esperar nada em troca. Quando chegar a hora, eles também estarão lá para ajudá-lo.

Vamos simplificar o networking,

Você também pode se interessar por…

Ross Brown - How to Network With Other Screenwriters

Como desenvolver relacionamentos na indústria do entretenimento, com o veterano produtor Ross Brown

Quando me tornei adulta, aprendi que fica mais difícil fazer amigos. E em Hollywood? Ainda mais difícil. Sem playground e sem um recesso forçado, aonde você vai para desenvolver relacionamentos, especialmente em um lugar tão pequeno quanto a indústria do entretenimento? A boa notícia é que isso está ficando mais fácil. Vem comigo… Você não precisa mais estar em Los Angeles. Claro, isso tornaria as coisas mais fáceis para você na questão da construção de relacionamentos, mas não é um requisito nesta era remota em que vivemos. E, além disso, a...
Danny Manus - How to Connect with the Film Industry  Preview Image

Como se manter conectado à indústria cinematográfica, independentemente de onde você mora

Você não precisa morar em Los Angeles para se manter conectado à indústria cinematográfica, roteirista. Existem muitas maneiras de permanecer informado sobre as notícias do entretenimento e usar esse conhecimento para moldar sua arte enquanto roteirista, pois a arte de escrever roteiros, afinal, é mais do que apenas a habilidade de escrever. No negócio do cinema, tudo gira em torno de quem você conhece e do que sabe! Entrevistamos o consultor de roteiro Danny Manus e falamos sobre mais de uma dúzia de tópicos de roteiro, mas sua resposta para essa pergunta sobre...
Ricky Roxburgh - Networking Mistakes Writers Make Preview Image

Não faça esta pergunta durante seu networking, roteirista

O desejo de fazer esta pergunta é real! Na verdade, aposto que você já cometeu esse grande erro de networking, roteirista. Mas, o que nós, escritores, fazemos? Tentamos, tentamos e tentamos novamente. E, depois de ler isso, você não pode dizer que não sabia. Perguntamos ao roteirista da Disney Ricky Roxburgh o que ele acha que é o maior erro de networking que os roteiristas cometem, e ele estava ansioso para responder porque disse que viu os mesmos equívocos repetidamente. “Essa talvez seja a melhor [pergunta]”, ele afirmou. “As pessoas não entendem o que é...