Blog de Criação de Roteiros
Publicado em por Courtney Meznarich

Semana 13 do Desafio de Roteiro de 90 Dias de Zachary Rowell: fim

No início deste ano, decidimos fazer um experimento: o que aconteceria se removêssemos a barreira número um dos roteiristas – dinheiro – para permitir a um deles o luxo do tempo para que fosse criativo? Queríamos dar a alguém o impulso necessário para realizar seus sonhos de roteirista. Então, fizemos a convocação para pagar as contas de um roteirista merecedor, e milhares de vocês se inscreveram. MUITOS de vocês merecem, mas só pudemos escolher um, e Zachary Rowell levou o prêmio para casa: três meses de folga remunerada para escrever um roteiro de longa-metragem. A condição? Ele não foi pago até cumprir seus prazos mensais. E atualizou a todos nós durante sua jornada através de vlogs semanais, trechos de seu roteiro e capturas de tela dele escrevendo e reescrevendo seu roteiro “Stillwater Runs Deep”.

E assim chegamos ao fim do caminho. Ou seria o começo? Zachary Rowell me enviou seu roteiro de 98 páginas ontem à noite, um dia antes do previsto. Ele levou 90 dias para esboçar, escrever e reescrever – e, na minha opinião, Zachary mandou muito bem! O que acontece agora? O roteiro pertence ao Zachary, e ele pode fazer o que bem entender, mas esperamos que alguém que seja capaz de dar vida a ele o veja quando publicarmos a versão completa ao público no dia 8 de janeiro.

Enquanto isso, Zachary responderá abaixo a todas as perguntas urgentes de vocês em seu último blog. É um dia triste. Não estou chorando. Vocês é que estão!

“Olá! E bem-vindo de volta ao vlog final neste desafio de roteiro de 90 dias. É difícil acreditar que acabou. Parece que foi ontem que eu estava começando. Imaginei que, como começamos em um carro, deveríamos terminar no carro.

Meu cabelo cresceu desde o primeiro vlog. No outro dia, assisti a alguns dos blogs anteriores e fiquei tipo, uau, você sabe. Eu estava, tipo, uau.

Então, para este vlog final, decidimos fazer uma sessão de perguntas e respostas, e alguns de vocês foram legais o suficiente para enviar algumas perguntas. Então, vou respondê-las e espero fazer isso sem divagar muito.

A primeira pergunta é: quanto tempo eu realmente passei escrevendo o roteiro, em vez de reescrever ou esboçá-lo. E este roteiro, obviamente, era um pouco diferente da maioria, porque eu estava com uma restrição de tempo e não tinha tanto tempo no começo para esboçá-lo. Então, esbocei, para continuar colocando os dedos no teclado, provavelmente por uma ou duas semanas. Mas eu estava pensando no roteiro há um ano, provavelmente. Então, você poderia dizer que o esbocei por um ano, ou por uma ou duas semanas. Esse normalmente é o caso. Penso em algo por um tempo antes de começar a escrever. E eu acho que isso ajuda no processo de esboço, porque já descobri, ah, isso vai funcionar, talvez os personagens devam ser assim, talvez eles devam morar lá, talvez isso aconteça, então, já estou pensando sobre essas coisas na minha cabeça. E já mudei as coisas e as desenvolvi na minha cabeça antes de começar a esboçar. Então, na verdade, escrever seria algo como dez semanas, eu acho, dois meses e meio – duas semanas de esboço, ou um ano, e posteriormente duas semanas de reescrita, algo assim.

Qual foi a parte mais difícil deste desafio? Bem, acho que dei a dica dessa resposta. Acho que o timing dele, o fato de ser no Dia de Ação de Graças – Natal, a tentativa de lidar com tudo ao mesmo tempo. Além disso, os vlogs foram difíceis. Como você pode ver, eu não sou muito social. Compartilho melhor meus sentimentos através de textos. Então, eu vocalizando as coisas, conversando com uma câmera e tentando formular pensamentos, pois falo sem pensar primeiro. Eu apenas formo frases melhores online e através da escrita do que da voz. Vocal. Entende o que quero dizer?! Então, sim, essa foi uma parte difícil. Os vlogs foram difíceis. E, então, também, tentar conciliar tudo com o tempo, o que me leva à próxima pergunta…

… Eu poderia ter concluído este desafio sem a SoCreate pagando minhas contas e definindo esse prazo de 90 dias? Não acho que eu poderia ter concluído, especialmente com a temporada de férias, com o Dia de Ação de Graças e o Natal. Se eu estivesse trabalhando em período integral, viajando e visitando minha família, não acho que poderia conseguir. Eu ainda trabalhei. Tenho um emprego de meio período, como escritor freelancer, e tenho um cliente de longo prazo, então ainda trabalho para ele. Mas um emprego de período integral, como trabalhar oito horas por dia, cinco dias por semana, não, eu não fiz isso. E não acredito que poderia ter concluído se tivesse sido forçado a trabalhar 40 horas por semana. Sabe, eu acho que se eu precisasse, se houvesse uma arma na minha cabeça, com certeza. Mas teria sido tão bom? Provavelmente não, porque teria sido apressado, no meio da noite ou algo assim. E você sabe, eu tive muito tempo para ler sobre as coisas do roteiro, e realmente pensar sobre o enredo, e meio que passar tempo com ele, mesmo que eu não estivesse escrevendo, necessariamente, mas apenas algum tempo livre na minha cabeça para pensar no roteiro e vivê-lo. Pode soar algo meio de Los Angeles, não sei, meio hippie, mas sinceramente ajuda. E se você está estressado e preocupado com as contas e com o trabalho, isso definitivamente afeta você negativamente. Então, sim, acho que não poderia ter concluído em 90 dias, e se tivesse, não acho que teria sido tão bom quanto. Bem, não quero dizer que está ótimo agora, veremos, mas acho que eu teria sofrido.

Então, próxima pergunta. O que pensei quando ganhei o concurso? Essa é uma palavra difícil. Concurso. O que pensei quando ganhei: fiquei obviamente animado. Eu sou de uma família tranquila, por isso não mostro muitas vezes minha emoção como uma pessoa normal faria. Então, quando eles me disseram, não sei se eles pensaram que eu ficaria mais animado em ganhar US$ 9.000. Não sei se eles ficaram decepcionados com a minha reação. Eu tentei trazê-la para fora. A família da minha namorada fica grande no Natal, e eles comemoram com muitos presentes. Quando eu era criança, não tive isso. Tinha a sorte de ganhar um brinquedo e talvez um bilhete de raspadinha na minha meia. Mas eles fazem isso em grande estilo. Lembro-me do primeiro ano, devia haver dez presentes na minha frente, e todos eles abriam seus presentes e ficavam tipo: "Oh, meu Deus! É exatamente o que eu queria!" E eu tenho dificuldades com isso, mesmo que seja algo que eu realmente queira. E, obviamente, aprecio isso, mas é uma luta, para mim, trazer isso à tona e mostrá-lo. Acho que estou melhorando, e creio que esses vlogs estão realmente ajudando, então, talvez eu continue com eles, não sei. Mas, sim, eu acho, qual foi a pergunta? Eu estava animado. Estava animado. Era isso que eu estava sentindo. Eu não estava muito nervoso. Eu fiquei empolgado para compartilhar e conversar com as pessoas e, sim, estava empolgado. Então, parecia genuíno, certo? Eu estava sendo genuíno. Não sei por que estou olhando aqui. Eu estava sendo genuíno e fiquei realmente empolgado. Sei que parece que, às vezes, estou de sarcasmo, mas fiquei muito empolgado e muito grato pela oportunidade.

Tenho planos para o roteiro após lançá-lo? Uma pessoa perguntou se eu planejava produzi-lo por conta própria. Bem, não, eu adoraria, mas não tenho experiência para isso quando se trata de um grande filme, ou, você sabe, é indie, é um filme indie, mas eu não tenho o conhecimento necessário para fazer isso. Planejo filmar e escrever uma série curta no YouTube apenas para divulgar algo e realmente mostrar algo às pessoas. Então, pretendo fazer isso. Mas, quanto a esse filme, espero que as pessoas queiram ajudar. Espero que alguém apareça e realmente goste, e, você sabe, vamos ver o que acontece. Planejo participar dos concursos com o dinheiro que recebi do SoCreate – parte do dinheiro, para participar dos concursos e enviá-lo para as poucas conexões que tenho. E, então, obviamente, enviarei-o para todos vocês. E, então, você sabe que espero que alguém se identifique com ele. Eu acho que ele é um roteiro divertido. Eu me diverti muito o escrevendo. E adoraria vê-lo ganhar vida, então, espero que isso aconteça. É sempre um tiro no escuro, especialmente porque ainda não tenho nada produzido. Mas vamos ver. Vamos ver o que acontece.

Próxima pergunta. Eu respondi isso. Respondi isso. Mais duas perguntas, eu acho. Minha motivação para continuar escrevendo? Hmm. Acho que o fato de que nunca ficarei satisfeito na vida até ver minhas palavras ganharem vida e até ver algo em que trabalhei duro e o qual escrevi na telona ou na TV. Sim, acho que não ficarei satisfeito até que isso aconteça. E você sabe, também, não sei se deve-se misturar motivação e medo de fracassar. Não sei se essas coisas devem estar entrelaçadas. Mas isso também faz parte. Muita gente sabe que eu quero ser roteirista. As pessoas em casa, obviamente, desde que me mudei do Texas para Los Angeles, elas sabem que eu quero ser roteirista. É tudo sobre o que falei nos últimos anos. As pessoas lá em casa me perguntam: "Como vai, aconteceu alguma coisa?" E, obviamente, vocês sabem que eu quero ser roteirista, então eu acho que o medo do fracasso, e você sabe, 20 anos se passando e nada acontecendo. Isso seria difícil de engolir. Mas não sei se isso deve ser misturado com motivação. Eu acho que a motivação deve vir de um lugar mais saudável do que isso. Eu acho que você não precisa de muita motivação se aquilo no que você está trabalhando é agradável para você. Na primeira metade de 2019, eu tive muitas dificuldades. Eu estava em uma situação ruim. E, então, comecei a trabalhar no aluguel de vídeos e me diverti muito escrevendo. Era como se eu estivesse escrevendo novamente pela primeira vez e me apaixonei de novo por escrever. E acho que é porque eu realmente gostei do que estava escrevendo e do estilo daquilo. Então, se você realmente gosta do que está escrevendo e se diverte, acho que a motivação vem junto. E se você pensar: "quero fazer isso, quero que alguém veja isso", entende? Então, é isso.

Próxima pergunta: primeiros passos. O que, você sabe, meio que tem a ver com isso. Se você está com problemas para começar, acho que deve analisar o que está escrevendo. Às vezes, as pessoas se concentram no que é comercializável. O que o mercado quer agora? Devo escrever um filme de terror de baixo orçamento? Esses são mais fáceis de fazer, certo? Talvez eu deva me concentrar nisso. Eu tive esse pensamento. Mas você sabe, eu não tenho uma ideia nessa temática que realmente me empolgue no momento, então, por que me forçaria a escrever sobre isso? Portanto, concentre-se nas coisas que mais o interessam e não se preocupe em comercializá-lo ou se as pessoas vão querer assistir. Quero dizer, seu primeiro roteiro, seu segundo roteiro, seu terceiro roteiro, não é como se eles vão ser produzidos de qualquer maneira, então, concentre-se no que empolga você e no que o mantém motivado a escrever.

Então divirta-se com seu roteiro. Divirta-se na vida. Preocupe-se menos. Isso é muito importante para mim em 2020. Quero me preocupar menos. Eu me preocupo muito. Então, sim, divirta-se com isso. Escreva sobre algo que o mantenha entretido, algo que você gostaria de assistir, algo que faça você rir, algo que faça você chorar, algo com o qual você esteja pessoalmente conectado. E acho que, com a motivação, não será difícil começar. Acho que você vai querer começar. Basta encontrar essa ideia e seguir em frente.

Acho que encerramos os vlogs aqui. É um dia triste. Eu realmente gostei de fazer isso, e talvez continue no meu próprio canal se houver interesse suficiente, ou mesmo se não houver. Talvez seja uma boa maneira de me manter responsável. Manter minha responsabilidade. O que quer que funcione melhor, não sei.

Obrigado a todos vocês por me acompanhar. Espero que gostem de roteiro. E obrigado, obviamente, à SoCreate por esta oportunidade. Foi incrível. Até.”

Você também pode se interessar por…

Comentários